Selecione a cidade:   Rondônia, 18 de outubro de 2018   |  Vídeos   |  Notícias Fotos e eventos

Os pequenos se destacaram no debate da TV Rondônia

O candidato do PSOL, Pimenta de Rondônia, foi o mais agressivo...

Tamanho do texto:  A+     A-         Imprimir
RONDÔNIADINÂMICA, 04/10/2018 20h25

 (Foto: )
(Foto: )

O debate entre os candidatos ao Governo, na Globo, terça à noite, teve momentos bastante quentes. O candidato do PSOL, Pimenta de Rondônia, foi o mais agressivo, atacando principalmente os candidatos   Acir Gurgacz, Maurão de Carvalho e Expedito Júnior. Sobrou também para o Coronel Marcos Rocha. Pimenta, sem decolar nas pesquisas, tentou marcar posição com um discurso duro, batendo firme nos adversários de ponta, mas nunca abaixo da linha da cintura. Outro que se destacou foi Vinicius Miguel, da Rede. Ele também bateu firme, principalmente em Maurão, como já o tinha feito no debate da SICTV/Record, sexta. Chamou a atenção que o jovem candidato, com um discurso bom e convicções fortes, não tenha atacado o tucano Expedito Júnior. Marcos Rocha bateu na tecla de que é o candidato de Bolsonaro em Rondônia. Acir falou em projetos e respondeu os ataques, mas é visível que sentiu a força do golpe que sofreu no Judiciário. Maurão repetiu a performance da Record, foi atacado, contra atacou e falou de seus muitos projetos. Expedito, do alto da sua experiência, se saiu bem, confrontando alguns dos poucos ataques que recebeu com tranquilidade e optando por repetir o bordão de que está “muito pronto para governar” Rondônia. Se o debate da TV Rondônia/Globo influenciou eleitores? Não há como medir, porque os destaques foram os candidatos que não saem de lá atrás, em todas as pesquisas...

NADA DE NOVO NA TV E NO RÁDIO

Acabouuuuu! Hoje é o último dia da propaganda eleitoral gratuita. Foi o menor tempo que os candidatos tiveram para se apresentar ao eleitor, via TV e Rádio, desde muitos anos. Foram apenas três semanas, em que pouca novidade se viu. O que chamou a atenção é que o candidato líder de todas as pesquisas, o Capitão Jair Bolsonaro, teve apenas seis segundos para aparecer no vídeo e falar nas emissoras de rádio. Em contrapartida, Geraldo Alkmin, que tinha o maior tempo entre todos, jamais passou dos dois dígitos em todas as pesquisas e praticamente enterrou as chances do Centrão de chegar ao poder. Pouca coisa nova surgiu durante todo o período do horário eleitoral. Nem os candidatos folclóricos, aqueles que eventualmente dão um toque de humor às campanhas, conseguiram aparecer com destaque. Outra questão é a relacionada com os debates. Talvez em disputas regionais eles ainda tenham alguma importância. Mas na corrida Presidencial, quase nada trouxeram de novo, a não ser o doidão Cabo Daciolo. Bolsonaro não participou dos principais debates, foi alvo de cacetadas de todos os demais candidatos e, mesmo assim, jamais foi afetado. No segundo turno, se houver, os debates entre apenas dois candidatos, eles, enfim,  possam apresentar alguma coisa diferente?

Comentários
Comente direto do Facebook

Últimas notícias
Enquete
Qual das seguintes categorias melhor descreve seu status de emprego?

 

Escolha sua cidade:   Editoriais:  
Fotos e eventos
  |  Notícias
  |  Vídeos
Compartilhe você também:
  
  
  
© Copyright 2018 DiarioDaki - Todos os direitos estão reservados Anunicie conosco | Fale conosco | Política de privacidade | Área restrita