Selecione a cidade:   Rondônia, 25 de setembro de 2017   |  Vídeos   |  Notícias Fotos e eventos

Serras, drogas e ferros são apreendidos em presídio onde apenas funcionários e presos tiveram acesso

Objetos cortantes e quase mil perfurantes foram apreendidos no novo presídio de Ariquemes

Tamanho do texto:  A+     A-         Imprimir
g1.ro, 11/08/2017 09h55

 (Foto: ) Ampliar
(Foto: )

Uma varredura feita nos dois presídios de Ariquemes, sob coordenação do Exército, na quinta-feira (10), resultou na apreensão de aparelhos celulares, carregadores, chips de celular, drogas, isqueiros, 26 objetos cortantes, incluindo serras para cortar ferro, e 999 hastes de ferro que poderiam ser usadas como armas em um possível conflito entre presos.

Ao apresentar os resultados da Operação Ajuricaba, o general de 17ª Brigada de Infantaria de Selva, José Eduardo Leal de Oliveira, disse que se surpreendeu ao ver a quantidade de serras e pedaços de ferro apreendidos nas celas do novo presídio de Ariquemes, que foi inaugurado há poucos dias.

O secretário estadual de Justiça de Rondônia, coronel da Polícia Militar (PM) Marcos José Rocha dos Santos, também se disse suspeito uma vez que, segundo ele, nenhum dos 480 apenados do novo presídio receberam visitas de parentes.

Ou seja, apenas os presos e os funcionários da casa tiveram acesso ao presídio. "O governo tem feito de tudo para controlar o que entra nas unidades prisionais. A questão é o caráter de algumas pessoas que têm acesso ao sistema", comentou o secretário.

Foto: g1.ro
Foto: g1.ro

O novo centro de ressocialização de Ariquemes ficou conhecido no estado por ter registrado uma fuga de mais de dez presos logo pouco tempo depois de ser inaugurado.

Comentários
Comente direto do Facebook

Escolha sua cidade:   Editoriais:  
Fotos e eventos
  |  Notícias
  |  Vídeos
Compartilhe você também:
  
  
  
© Copyright 2017 DiarioDaki - Todos os direitos estão reservados Anunicie conosco | Fale conosco | Política de privacidade | Área restrita